Primal Branding, Inimigos e Histórias.

Eu vou te ensinar duas técnicas sensacionais, tiradas do Primal Branding.

Você quer gerar mais engajamento e presença de marca, criando mensagens que realmente engajam com a sua audiência!

Principalmente, você quer construir tribos e comunidades ao redor do seu negócio.
Se não quer, deveria!

O Primal Branding é uma estratégia de marketing, fundamentada em Branding desenvolvida (ou até descoberta, se podemos ser mais específicos) pelo Patrick Hanlon, que têm 7 pilares incríveis!

É basicamente o que ele chama de Narrativa Estratégia de Marca.
O objetivo é construir Comunidades Sociais.
Isso porque não importa o que você diz, importa o que dizem de você.

O que é mesmo esse tal de Primal Branding?

História de Criação; ESTER LAUDER. Exemplos de como a história ou histórias conectam as pessoas e trouxeram tudo o que a gente sabe e acredita. A história de criação é o começo de uma história e conectar as pessoas.

Toda marca tem uma história de criação que envolve (ou deveria envolver). Sabe aquela historinha que a Apple foi criada em uma garagem suja… e que eles queriam desafiar o Status Quo? Então é isso!

Isso também representa uma bandeira, uma causa que conecta e une as pessoas em comunidades super fortes.

Sistema de Crenças; VALORES / PROPÓSITO / NO QUE VOCÊ ACREDITA. Falar do seu sistema de valores. Quanto mais clareza você tem a seu respeito, mas clareza você tem na criação e mais você atrai o público certo.

Ícones; CONCENTRAÇÃO DE SIGNIFICADO / APROXIMA OU AFASTA
Bem fácil: os arcos no McDonald’s, a maçãzinha da Apple, A mulher alada da Rolls Royce e outros ícones, como a silhueta do copo do starbucks, por exemplo.

Rituais; ENGAJAMENTO FREQUENTE / PROTOCOLOS / EXPECTATIVAS. são pontos de contato ritmados com a sua audiência.

Loolapaloosa; Olimpíadas, Copa do Mundo.

Ritual do Starbucks: perguntam o seu nome e escrevem seu nome no copo e te chamam pelo nome. É um ritual para lhe lembrar que você está na sua casa.

Tom de Voz; TEM IDIOMAS QUE NÃO ENTENDEMOS / STARBUCKS.

Cada tribo tem as suas gírias, as suas palavras especiais, as suas expressões. Por exemplo, em uma tribo de guitarristas a termos “Gain” é super famoso. Ter uma guitarra com muito Gain é ter o seu som mais agressivo e distorcido.
Estamos cansados (cansados mesmo) de ouvir os termos “engajamento” em círculos de Marketing Digital.
E um bem fácil: “Que a força esteja com você”. Pois é. Isso representa um universo inteiro. Ô Lôco, meu?! Entendeu ou não?! Essa fera, aí!

Descrentes; POUSADA NA PRAIA / APPLE VERSUS MICROSOFT.
Descrentes, na verdade é uma força para a sua marca. Como assim? Se você cria receitas veganas e saudáveis, não vai querer atrair um público de churrasqueiros, vai?
Isso serve também para posicionar a sua marca e para definir os seus territórios.

Líder. SILVIO SANTOS / JOBS / DISNEY
Sim, por exemplo a Luiza Trajano, o Silvio Santos, o Steve Jobs, o Emílio Surita. Entenda que um líder é importante e você tem que ser essa face, essa cara, essa personalidade da sua marca.

Qual é o grande poder disso? Cria narrativas super poderosas e envolvimento incrível com o seu nicho, com o seu público.

Baseado nisso, hoje nós podemos saber muito mais! Sim, podemos ter métricas precisas a respeito de sentimento de marcas, de conversas, de opiniões, de experiências de impressões, julgamentos e sensações. Tudo isso por meio das mídias sociais.

Hoje, as regras mudaram. As marcas não gastam milhões em pesquisas e depois metem goela abaixo suas identidades, o que significam, seu posicionamento, um determinado produto, ou serviço.

Qual é a verdade?! História de Criação mais Tom de Voz ou VOC

Hoje as marcas sabem ouvir (ou deveriam saber), filtrar e ajustar toda essa compreensão. Com isso, podem ser mais transparentes e precisas, justamente entendendo a dinâmica de sentimento, impressões e opiniões do consumidor.
Construir plataformas para a verdade!

É para manipular? Não. É para lutar contra as más impressões, os sentimentos desconexos, dando oportunidade para a marca ajustar a sua narrativa, estando muito mais próxima do seu público.
123 MILHAS. ACHAM QUE SOMOS UMA PLATAFORMA DE DESCONTOS.
ACESSO, DEMOCRATIZAÇÃO, EXPERIÊNCIAS INCRÍVEIS, CONEXÃO.

Significado é Identidade! Crenças mais Descrentes.

É justamente daí que vem o segundo, que é bem ligado aos haters.

Sim, os haters nos ajudam a criar marcas de valor, porque estas mostram que lutam por ideais, que têm crenças, que têm posicionamentos e que não são para todos. Hater é um exagero, tá?! São os descrentes mesmo. Aquelas pessoas que acreditam em sair do trabalho, tomar uma cerveja, ou várias e ir para casa, finalmente descansam, por exemplo. E a sua marca não acredita nisso!

Acredita em saúde, em sair do trampo e praticar judô, corrida, tênis, beber água, dormir cedo e ser um humano mais produtivo e feliz. Tem gente aí que não está acreditando nisso e tudo bem! Tudo bem mesmo!

Não dá para falar em alemão com quem só fala francês! Ninguém consegue vender para todo mundo! Você consegue compreender isso!

A marca em questão não vende apenas materiais para treino, mas sim, equipamentos para ajudar você a está mais linda, mais saudável, mais feliz e viva.
Olha os advogados de marca aí, gente!

plugins premium WordPress Rolar para cima